Salvador Ser Vida

Comovida pela hipnose
do ninar da água do lar
e sua brisa, em metamorfose
corpo e calma, na alma do mar

Envolvida na simbiose
de estar na paz do lar
Salvador nos dá a dose
pro calor, pro axé, pro amar

E Ser Vida em Olorum
Sinto o sol fundir-se ao mar
Transcendida pelo incomum
O universo, em mim, está.

https://www.dicio.com.br/olorum/
Poesia concluída em 23 de Março de 2020 às 23:45

Nenhum comentário:

Postar um comentário