Um lugar a se encontrar...

Meu afeto em ti liberto
com a esperança de tão certo
ele ao vento te plumar.
A distância que atrapalha
vem das milhas que separam
do teu cheiro eu me dopar.
Minhas mãos em teu cabelo,
vão da orelha ao cotovelo
nunca canso de mimar.
Como fazem lá no norte
no cangote, beijo forte;
trago o corpo a apertar.
No teu peito, encontro casa.
incitando cada asa
a bater pra te encontrar.
Mesmo longe, estarei perto
com a certeza descoberta
que aí tenho um lugar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário